Furúnculos e abscessos

O que é

 

O furúnculo pode se iniciar a partir de uma foliculite superficial (inflamação dos folículos pilosos) ou ocorrer por si só como nódulo avermelhado, dolorido e quente. Quando se inicia a partir de uma foliculite superficial (espinha com pus), geralmente é causado por uma bactéria chamada estafilococo. A partir disso, a infecção se agrava, afetando a profundidade do folículo piloso e a glândula sebácea anexa, formando uma protuberância. Esta pode se romper espontaneamente, eliminando pus e tecidos necrosados, chamado de carnegão.

 

O abscesso é essa coleção de pus na pele ou subcutânea, circunscrita e de tamanho variável. É bastante doloroso, quente e a pele ao seu redor pode estar avermelhada e endurecida. O furúnculo pode ser único ou múltiplo (furunculose) e ocorre, mais frequentemente, em áreas pilosas sujeitas a atrito e transpiração intensa como, por exemplo, pescoço, nádegas, axilas e face. O diagnóstico é clínico, podendo ser feito no laboratório exame bacterioscópico e antibiograma para orientar o tratamento com antibióticos.

 

A infecção pode destruir o folículo piloso e a glândula sebácea deixando cicatrizes.

 

Tratamento

 

O tratamento é feito com o uso de antibióticos eficazes para combater os estafilococo e anti-inflamatórios, além da drenagem cirúrgica do abcesso no momento adequado. Compressas quentes podem também melhorar a inflamação. As lesões abertas devem ser tratadas com cremes antibióticos prescritos pelo médico.

 

Em casos de difícil tratamento, pode ser necessário o exame bacteriológico e antibiograma para emprego do antibiótico mais adequado. A drenagem cirúrgica pode ser necessária quando o material do furúnculo não consegue ser eliminado por si só e pode ser um procedimento bastante dolorido, no qual se faz a expressão dessa secreção purulenta. Dessa forma, alivia bastante os sintomas.

 

Há casos de furunculose que acometem indivíduos com queda de resistência, diabetes, deficiências imunológicas, má nutrição, doenças sanguíneas, tratamentos com imunossupressores e casos de furunculose recidivante de difícil tratamento.

 

Uma das formas de evitar furúnculos e abscessos é manter bons hábitos de higiene, lavando frequentemente as mãos com sabonete antisséptico e não compartilhando objetos de uso pessoal com outras pessoas como, por exemplo, toalhas e tesouras. Além disso, é fundamental manter as unhas curtas e limpas, descartar lâminas de barbear após uso, não manipular lesões de acne (espinhas) ou espremer cistos. Por fim, também é possível evitar encravamento dos pelos mantendo secas as regiões úmidas da pele com uso de desodorantes antitranspirantes para inibir a proliferação de bactérias na pele.

 

Doenças sistêmicas que podem ser fatores predisponentes devem ser tratadas. Aplicação de cremes de antibióticos nas narinas devido a presença de estafilococos nessa região, que podem disseminar para a pele deve ser feita em casos de furunculose recidivante.

 

Em caso de furúnculos e abscessos, não se automedique. Procure um médico para o tratamento mais adequado!

Sobre

A Clínica Sandra Freitas oferece uma ampla variedade de tratamentos dermatológicos e de estética. Conheça alguns de nossos procedimentos e agende uma consulta de avaliação.

Post Recentes
Redes Sociais
WhatsApp chat