Lipoma

O que é

 

Lipomas são tumores cutâneos benignos de células gordurosas que surgem no tecido subcutâneo. São frequentes, atingem em torno de 10% da população, sendo a prevalência de 2/1.000 pessoas. Podem ocorrer em qualquer área do corpo e, geralmente, se apresentam como nódulos nas camadas profundas da pele (subcutâneo). Podem ser lesão única ou múltiplas, com tamanho variando de 0,5 cm a 10 cm de diâmetro. Tendem a crescer lentamente e são assintomáticos, na maioria das vezes.

 

A doença surge raramente em crianças e mais comumente em adultos entre 40 e 60 anos nas regiões da nuca, antebraços, coxas, costas e nádegas.

 

Em geral, o diagnóstico é clinico, mas pode ser complementado pelo ultrassom no caso de dúvida diagnóstica ou lipomas muito grandes e para facilitar uma abordagem cirúrgica.

 

Existem ainda lipomatoses múltiplas, em que ocorrem varias lesões no mesmo indivíduo, sendo algumas vezes de caráter genético.

 

Há um tipo de tumor maligno de pele chamado lipossarcoma, que, normalmente, não é originário de lipoma pré-existente. Neste caso, há uma infiltração nodular no tecido subcutâneo sem qualquer lesão prévia. Além disso é um tipo de câncer metastático de células gordurosas atípicas. É mais comum em homens de meia idade, principalmente nas nádegas ou pernas. O tratamento é cirúrgico. Não deve ser confundido com o lipoma.

 

Tratamento

 

O tratamento do lipoma costuma ser desnecessário, já que é lesão benigna e na maioria das vezes assintomática.

 

Pode ser retirada cirurgicamente por fator estético ou quando pelo seu tamanho estiver provocando dor/desconforto. Outra indicação cirúrgica seria aumento de tamanho ou irregularidade da lesão e para diagnóstico diferencial de outras doenças de pele como cistos e tumores de pele.

 

É feita uma anestesia local, uma incisão na pele, o lipoma é removido e faz-se uma sutura na pele. Os pontos podem ser retirados entre 10 a 14 dias, de acordo com o local e o tamanho da lesão. Se a lesão não for totalmente retirada pode recidivar. O material retirado pode ser enviado para exame microscópico para confirmação diagnóstica, mas, na maioria das vezes, ao se retirar a lesão, seu aspecto é característico.

 

Tem um nódulo na pele? Consulte seu dermatologista, pois ele pode avaliar a necessidade ou não da retirada da lesão.

Sobre

A Clínica Sandra Freitas oferece uma ampla variedade de tratamentos dermatológicos e de estética. Conheça alguns de nossos procedimentos e agende uma consulta de avaliação.

Post Recentes
Redes Sociais
WhatsApp chat