Onicomicose

A onicomicose é uma infecção frequente e que acomete as unhas dos pés e das mãos. Os sintomas são variação da cor das unhas, que podem se tornar esbranquiçadas, amareladas e escuras. Assim como deslocamento da borda que começa pelos cantos da unha, além de ficarem mais grossas, opacas, frágeis e quebradiças. É mais comum em mulheres, pela maior exposição, por uso de sapatos abertos e contaminação por manicures ou pedicures. A prevalência da doença aumenta com a idade. As onicomicoses são muito mais raras nas crianças, pouco frequente nos adolescentes e jovens, e muito frequentes em idosos.

 

Causa

 

Os fungos causadores da onicomicose são os dermatófitos dos gêneros Trichophyton, Epidermophyton e Microsporum − que se alimentam da queratina como fonte nutricional −, fungos filamentosos não dermatófitos que encontramos comumente na natureza e leveduras por Candida albicans, que atacam com maior frequência as unhas das mãos e provoca a perda da cutícula.

 

Diagnóstico

 

O exame micológico é indispensável para o diagnóstico. Geralmente, os dermatologistas conseguem identificar o fungo somente pelo exame microscópico direto. O simples encontro de fungo não implica que se trate de onicomicose. Nos casos de dúvidas é necessário recorrer às culturas, que consistem na raspagem de parte da região afetada para ter certeza da diagnose. As culturas são de difícil obtenção e têm interesse para identificar a espécie. É frequente o encontro de leveduras ou fungos em unhas alteradas por outros processos patológicos como, por exemplo, psoríase ungueal, dermatite de contato, síndrome da unha amarela entre outros.

 

Tratamento

 

Os tratamentos podem ser de uso local, sob a forma de cremes antifúngicos, soluções (tioconazol) ou esmaltes (amorolfina). Em alguns casos são necessários também tratamentos via oral (itraconazol, terbinafina e fluconazol). A duração é lenta, podendo chegar a um ano. É importante não interromper o tratamento antes do tempo, mesmo achando que a unha melhorou, pois a infecção pode ainda estar presente.

 

Agende uma consulta com o médico dermatologista, somente ele é capaz de diagnosticar a onicomicose e indicar o tratamento correto.

Sobre

A Clínica Sandra Freitas oferece uma ampla variedade de tratamentos dermatológicos e de estética. Conheça alguns de nossos procedimentos e agende uma consulta de avaliação.

Post Recentes
Redes Sociais
WhatsApp chat