Piodermite ou Impetigo

O impetigo é uma doença infecciosa da pele muito comum, causada por estafilococos aureus e, ocasionalmente, por estreptococos. Essa infecção é altamente contagiosa, especialmente em crianças, principalmente quando estão com o sistema imunológico deprimido. É muito mais comum em crianças do que em adultos. É mais frequente nos meses mais quentes do ano e a falta de higiene costuma ser fator predisponente. Costuma ocorrer após picadas de insetos, pequenos traumas na pele ou então em lesões previas de pele como, por exemplo, escabiose ou eczemas que sofrem contaminação bacteriana.

 

Sinais e sintomas

 

A lesão inicial é uma mancha avermelhada que logo se transforma em uma pequena bolha purulenta que se rompe e cujo conteúdo desseca, formando crostas chamadas melicéricas, características do impetigo. Posteriormente, costumam aparecem lesões ao redor que podem permanecer isoladas ou agrupadas. As lesões se espalham rapidamente. As bolhas, ao se romperem, podem formar erosões ou ulcerações. Pode haver inflamação dos gânglios linfáticos próximos as lesões (ínguas). As lesões são mais comuns em áreas expostas, normalmente na face, ao redor do nariz e boca e membros superiores e inferiores. No entanto, podem acometer qualquer área do corpo.

 

Tipos

 

Há duas formas de impetigo, não bolhoso e impetigo bolhoso.

  • Impetigo bolhoso: quando o agente causador é a bactéria estafilococos;
  • Não bolhoso: em que podem ser observados estafilococos e estreptococos.

 

Os casos tratados se curam sem deixar sequelas, mas, se o tratamento não for adequado, os impetigos causados por estreptococos podem evoluir para glomerulonefrite.

 

O ectima é uma forma de piodermite habitualmente causada pelos estreptococos e apresenta semelhanças com o impetigo. Há formação de crostas secas, duras e aderentes, localizando-se frequentemente nas pernas, geralmente em crianças e pode evoluir deixando cicatrizes.

 

Diagnóstico e tratamento

 

O diagnóstico geralmente é clinico, mas, se necessário, podem ser feitos exames de bacterioscopia e cultura para determinar o agente causal.

 

O tratamento é feito com a limpeza das crostas com sabonetes antissépticos, cremes de antibióticos como o mupirocin, ácido fusídico ou gentamicina. Quando há muitas lesões espalhadas deve-se administrar antibióticos via oral por, no mínimo, 7 dias, do tipo penicilina ou eritromicina.

 

Uma forma de prevenção de piodermite é manter bons hábitos de higiene e limpeza.

Sobre

A Clínica Sandra Freitas oferece uma ampla variedade de tratamentos dermatológicos e de estética. Conheça alguns de nossos procedimentos e agende uma consulta de avaliação.

Post Recentes
Redes Sociais
WhatsApp chat