Microagulhamento

O microagulhamento é uma técnica bastante utilizada atualmente na Dermatologia para melhoria de qualidade da pele. Entre os benefícios, promove a correção de linhas finas, textura, cicatrizes, manchas, entre outros.

 

Baseia-se no deslizamento, em vários sentidos e direções, de rolinhos de aço descartáveis compostos de finas microagulhas (até 200 agulhas, dependendo da área de tratamento), que variam de 0,25mm a 2,5mm de comprimento.

 

Após a aplicação de um creme anestésico potente é feito o deslizamento do rolinho de microagulhas sobre a pele gerando micro lesões. Elas penetram na pele inúmeras vezes, provocando pequenos pontos de sangramento momentâneo e formando micro canais. Dessa forma, possibilitam a reação celular para reparar o tecido lesado e liberam fatores de crescimento. Através desse método, podemos também introduzir substâncias terapêuticas nas camadas mais profundas da pele (drug delivery) como, por exemplo, ácido Hialurônico, vitaminas, antioxidantes e agentes clareadores. Isso porque, após o microagulhamento, a pele está mais permeável à introdução desses princípios ativos.

 

A partir destas micro lesões produzidas, inicia-se um processo de cicatrização com remodelação tecidual e regeneração da matriz da derme no intuito de fechar os canais abertos. Assim, cria um novo tecido, rico em colágeno e elastina, reestrutura e reorganiza as fibras colágenas, que se multiplicam. O resultado é uma pele mais rejuvenescida, com melhor textura, diminuição dos poros, linhas, cicatrizes (inclusive as de acne), estrias, estímulo de crescimento capilar nas alopecias (queda de cabelo) e clareamento da pele, principalmente nas peles com Melasma.

 

É um procedimento simples, de baixo risco e rápido, mas pode ser doloroso dependendo do comprimento das agulhas do rolinho utilizado. Não é necessário que o paciente se afaste de suas atividades habituais, já que a recuperação é rápida, em torno de 24 a 48h. São recomendadas de 3 a 6 sessões com intervalos mensais.

 

Não deve ser realizado em pele com lesões inflamatórias como, por exemplo, acne ativa. Pode ser feito em pacientes de qualquer cor de pele, com resultados visíveis a partir dos primeiros 30 dias. No entanto, ficam mais evidentes a partir de 2 a 3 meses, que é o tempo de formação de um novo colágeno, o que pode ser confirmado em estudos histológicos.

 

Mas cuidado! O microagulhamento, apesar de ser simples, é um procedimento cirúrgico e todos os cuidados de assepsia devem ser realizados. Além disso, deve ser descartado todo o material utilizado, que deve ser estéril e descartável, caso contrário poderia levar à infecção da pele. Os rolinhos mais utilizados nos consultórios dermatológicos têm em torno de 1,5 mm de comprimento, o que traz resultados bastante evidentes. Entretanto, pela profundidade das agulhas não é possível ser realizado sem uso de um creme anestésico potente ou infiltração de anestésico local. Portanto deve ser executado em sala de procedimento dentro de um consultório médico e com todos os cuidados de assepsia.

Sobre

A Clínica Sandra Freitas oferece uma ampla variedade de tratamentos dermatológicos e de estética. Conheça alguns de nossos procedimentos e agende uma consulta de avaliação.

Post Recentes
Redes Sociais
WhatsApp chat